quinta-feira, 22 de abril de 2010

No one is as lucky as us!


Fazia dias que aquele pássaro não cantava na mangueira ao lado da minha casa, ou será que ele sempre esteve ali e eu que não percebi? parece que eu estou em conexão com tudo ao redor, um estado de graça, uma pluma leve, ele continuar a cantar, posso assobiar e acompanha-lo, o mundo parece finalmente girar no sentido horário, eu consigo acompanhar seus passos, consigo me encaixar no mundo, como se eu fosse uma pequena engrenagem, trouxe exato sentido a tudo, fez a tradução do que faltava, aquele trechinho que eu não compreendia, mas agora é uma questão de tempo, eu sei que em breve sua mão se soltará da minha, e talvez eu volte a não escutar o pássaro a cantarolar próximo a minha janela, mas sabe eu não tenho medo algum de quando esse dia chegar, selamos o destino e o que está aconteceu não pode ser apagado, não dentro de nós, sempre existirá lembranças, tudo aqui bem vivo, como um filme pausado, "não sei se o mundo é bom mais ele ficou melhor, quando você chegou e explicou um mundo pra mim" ... às vezes queremos por que queremos algo, mais a vida nos mostra sempre quando é a hora certa de tê-las e também de abrir mão delas, mais por hoje eu deixo você continuar a ditar as regras dentro do que eu chamo de coração, dentro do percuso que estamos trilhando, dentros de nós...

6 comentários:

Cari_na disse...

oooown *-*

"não sei se o mundo é bom mais ele ficou melhor, quando você chegou e explicou um mundo pra mim"

estamos felizes hein?

SemFreios disse...

Sei o quando é bom isso, e nada paga essa sensação de paz, de hamormia, de tranquilidade. Eu queria mesmo,era a formula certinha, sem mais e nem menos, a dose exata pra perpertuar isso, será q existe?

"não sei se o mundo é bom mais ele ficou melhor, quando você chegou e explicou um mundo pra mim"

E o nando, sempre traduzindo aquilo que sentimos, por exemplo, quando ouvimos o canto de um passáro.

Beijos!

Francy Macêdo disse...

Ahhhh... como eu queria sentir isso, como eu queria entrar na mesma sintonia no tal pássaro na magueira. Afinal, só queremos ser felizes. Não é?

Santmacedo disse...

P.s: O comentário daí de cima é meu! rs

Marcelo R. Rezende disse...

A vivência de alguns momentos se tornam tão eternos que pausá-los seria a melhor forma de vivenciar cada detalhe. Gostei do escrito.

Seguindo você :D

Cristiano Contreiras disse...

tu és um cronista da atualidade!