domingo, 6 de junho de 2010

Closer


Parece que eu estou cada vez mais próximo, teu cheiro que impregna minha roupas e habita minha pele, você deixa em mim aquela sensação estranha como de quem saiu do mar e ainda sente a água no corpo, o timbre da tua voz que percorre os corredores dos meus ouvidos dizendo levemente exatamente o que eu preciso ouvir, sabe eu não acredito mais em amor eterno , amores pra vida toda e todo aquele blah blah blah, estou ficando cético demais, mais você me dá muitos motivos pra sonhar, só que me sinto enferrujado nesse aspecto, meu coração parece um ferro velho cheio de sucatas, restos enferrujados, nada mais parece funcionar mais quando sinto você nada mais importa, eu sei que uma despedida virá em breve e não me importa o quanto irei chorar quando você se for, nem mesmo com a possibilidade desse sentimento acabar dentro de nós eu não me privarei de viver contigo o quer quero o que estou vivendo, tantos amores já se foram eu não queria dizer-te que você poderá ser apenas mais uma sucata neste lugar onde os mortos vivem em memórias tão vivas.
O que me resta se não aceitar minha fraqueza e vulnerabilidade diante da vida, sou apenas peça deste jogo, movo-me lentamente quem ganha? quem perde? se sou caça ou caçador essas respostas simplesmente não importa, o que importa agora é o que eu quero, o que eu posso fazer, eu decido, me arrependo, volto atrás, enlouqueço mais de repente você como ninguém mantém-me vivo, como a agulha na veia por onde injetam o remédio para vive, desço da nuvem e vejo o quão o mundo é injusto, por que te vais logo agora? calma paciência haverá uma solução, dentro de nós onde nos guardamos distantes de tudo, há um lugar que eu sei que o que vivemos hoje, estará vivo para sempre, guardarei o nosso melhor a junção, a fusão, a nossa cumplicidade de mesmo sabemos que iríamos ter que nos separar em breve resolvemos como adultos ficarmos e vivermos tudo isso, então seremos adultos o bastante para lidar com a separação, separação dos corpos, pura distância geográfica, mais de que nada conta diante do que podemos ser capazes com nossas mentes mesmo distantes de nos amar, vou manter você trancado por dentro de mim.

3 comentários:

Marcelo R. Rezende disse...

Que relação doida, complexa e necessária. O mais interessante é que é necessária.
Eu AMEI esse texto.


Brubs disse...

muito lindo tudo,
querer algo, ou algo estar perto não significa nada ,ok ? *_*
beijos .

Priscila Alexandre disse...

Querido te seguindo aqui tb tah

Demais o seu blog só podia ser

de um seer criativo como vc !!!

ta de parabens

Bjitosss

Pri