terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Just walking

Vida louca vida, vida breve...¹
enfim entre cigarros, bebidas e rostos estou seguindo, não sei se é um caminho sem volta, ao que parece nada mais faz muito sentido, e será que alguma vez fez? hoje eu não quero lutar por nada eu não vou abrir minha boca pra me defender pra argumentar, chega um ponto que as forças se vão, pernas cansadas, suor escorre pelo rosto, e chega, no mais eu aprendo até nas minhas desistências, no mais eu me mudo, eu me mato ou eu fujo...² e no final sempre acaba tudo em risos cachaça e cigarros, distração, enquanto isso eu não sei mais no que me agarrar ou por que me agarrar, parece que nada vale muito a pena, mas eu continuo como uma máquina que nunca para caminhando a face dura contra o sol ³... é desistir e perder já ta clichê demais pra mim é hora de esperar que lutem mais por mim , corram mais por mim, se valer a pena se não estou bem no meu canto não encha... acho que preciso de uma relação intelectual, espiritual uma fixação matar ou morrer, sentir a adrenalina seja como for, acho que preciso do violento do visceral, que venha como uma tragada e que destrua tudo com um ultimo suspiro, não usar da sabedoria deixar que a ingenuidade agora tome conta das decisões...


¹ - vida louca vida - Cazuza
² - nada original - Pato fu
³ - Contra o sol - Megh Stock

1 comentários:

marcos vinicius disse...

caraca, adorei o texto, muito fera mesmo, o blog ta show.. deixa eu lá ler mais coisas :)

abraço!